Pular para o conteúdo principal

Do As Infinity - Under the Moon

Ameagari no nureta ASUFARUTO ni
Nagai kage ga ukande imashita
Sore wa totemo KIRAKIRA shite ite
Kyuu ni namida afurete kimashita

Kimi ga michibitai
bara no michi de
chi wo nagashite sabite yuku

Mune no okusoko de uzuku
Modaeru karada wo umi ni shizumetai
Nozomanai yami no mukou
Furueru watashi wo tsuki ga waratteta

Tsukurikakete sugu ni akiramete
Riyuu mo naku kowashite shimatta
Sore wa itsumo KATACHI nai mono de
Nakushita ato hajimete kizuku mono

Kimi wo dakishimeta
ude ga jama nara
fumitsubushite shimaeba ii

Unmei no ito ni makare
Miugoki dekizu ni
tsumazuite bakari
Oto no nai sekai nante
Kimi ga ita to shitemo ikiru imi mo nai

Kimi no senaka
osu te wo tomenaide
saigo made mitodokete...

Unmei no ito ni makare
Miugoki dekizu ni
tsumazuite bakari
Oto no nai sekai nante
Kimi ga ita to shitemo ikiru imi mo nai

Wagamama ni toorisugiru
Hateshinai yami wo
ikutsu mo kazoeta

Todokanai sora ni utau
Konna watashi wo
tsuki ga terashite ita.


No asfalto molhado da chuva recente,
Vejo a grande sombra
Isso brilhou tão claramente,
Que derrepente as lágrimas transbordaram.

por esse doloroso caminho
Você me arrastava pra baixo
Eu sangrava e assim enferrujava.

Há uma dor profunda em meu peito.
Eu quero afogar meu agonizante corpo no mar
Longe da escuridão que eu não desejo
A lua rir de mim do jeito que eu tremo.

Nós começamos a fazer as coisas e desistimos,
E desistimos delas sem razão
São sempre coisas que não tem preço,
E nós não percebemos até que as percamos...

Se eu me abraçar a você
Me torno um peso
a ser deixado pra trás.

Amarrada ao fio do destino,
Incapaz de me mexer, fico apenas a tropeçar.
Nesse mundo silencioso...
Mesmo se você estiver aqui
Não há razão pra viver.

Não detenha minhas mãos
Que te empurram adiante;
preocupe-se com isso até o fim...

Amarrada ao fio do destino,
Incapaz de me mexer, fico apenas a tropeçar.
Nesse mundo silencioso...
Mesmo se você estiver aqui
Não há razão pra viver.

Eu contei tantas
intermináveis noites
Que passou de forma egoísta...

A lua brilhava em mim
A medida em que eu cantava para o céu,
Sabendo que a canção não o alcançaria...


Tradução: Thiago Legionário

Comentários